da terrível e complexa história de Édipo, o pintinho

March 16, 2009 § Leave a comment

(2009)

Quando o pintinho Édipo saiu do ovo, Jocasta, a galinha sua mãe, percebeu uma estranha anomalia em seus pés. Jocasta, com medo do julgamento das outras galinhas, abandonou o jovem Édipo.

Rufus, o tigre, encontrou o pintinho e se apaixonou. Dócil, Rufus levou Édipo para seu bando, e lá Édipo foi criado junto aos tigres.

Édipo sempre achou que era diferente dos outros. Não conseguia rugir como os tigrinhos, era muito menor e não tinha um rabo. Seu interior era tão feroz e vibrante como o de qualquer outro tigre, mas seu corpo não parecia concordar com ele.

No seu aniversário de um ano, Rufus revelou-lhe sua verdadeira origem. Édipo ficou desolado, era um pintinho, e nada mudaria isso. O pintinho adolescente, então, partiu em uma jornada para encontrar seus semelhantes.

Ao chegar ao galinheiro, Édipo estranhou o comportamento das galinhas, galos e pintinhos. Eram todos extremamente inocentes, incultos e amedrontados, enquanto ele aparentava ser mais forte, esperto e elegante.

Mas uma galinha o encantou. Ela parecia especial e acolhedora, seu nome era Jocasta. Todas as galinhas do galinheiro se encantaram com Édipo, aquele pintinho estrangeiro e diferente (apesar da pouca idade). Mas Édipo já estava decidido, queria Jocasta. Essa, porém, era casada com o galo chefe do galinheiro, Laio, aquele que era seu pai.

Édipo desafiou-o, e este, orgulhoso, aceita. Afinal, estava competindo com um mero pintinho.

Édipo e o galo entraram na briga. O pai era grande e forte, mas o filho tinha os instintos de um tigre e, com esses poderes, derrotou e matou Laio.

Assim, Édipo conseguiu o que queria, e Jocasta tornou-se sua esposa.

Um tempo se passou, Édipo era o líder do galinheiro, e Jocasta estava chocando seus quatro ovos. Em uma noite de verão, Édipo, com calor, foi molhar seus pés no rio. Jocasta reparou em seus pés e reconheceu, este era seu filho!

Jocasta furou seus ovos, como punição. Édipo enlouqueceu; alguns dizem que se matou, alguns dizem que furou os próprios olhos, e alguns dizem que mudou seu nome para Sigmund e virou analista.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading da terrível e complexa história de Édipo, o pintinho at bacteriasnomeio.

meta

%d bloggers like this: